Transaction Costs, Portfolio Characteristics, and Mutual Fund Performance

Os autores Jeffrey A. Busse, Tarun Chordia, Lei Jiang e Yuehua Tang, em artigo publicado na Management Science, estudaram as interdependências entre os custos de transação, características da carteira e desempenho de fundos mútuos. Usando um novo conjunto de dados de negociações reais de fundos mútuos e controlando o estilo de investimento, os pesquisadores encontraram que os fundos maiores têm custos de transação percentualmente menores do que os fundos menores. Os fundos maiores negociam com menos frequência e mantêm ações maiores em carteira para evitar ativamente incorrer em custos de transação mais altos. Os retornos brutos de fundos maiores são menores do que os de fundos menores devido, em parte, às características de seus investimentos, o que sugere que retornos decrescentes de escala podem surgir devido a oportunidades de investimento limitadas por restrições de custo de negociação. Os resultados destacam os trade-offs enfrentados pelos fundos em relação a custos de negociação, características da carteira e desempenho do fundo à medida que crescem em tamanho.


Disponível em: https://doi.org/10.1287/mnsc.2019.3524


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Relatório Indústria de Fundos 2020

O Relatório da Indústria de Fundos do Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGVcef) tem como objetivo ilustrar o panorama da indústria de fundos de investimento no Brasil. Para iss

Factors Influencing Brazilian Value Investing Portfolios

O artigo contribui com as pesquisas sobre value investing no Brasil, analisando os fundos brasileiros que adotam essa filosofia. Além de identificar fatores que influenciam as decisões dos gestores de