top of page

The implications of passive investments for active fund management: International evidence

Atualizado: 24 de fev. de 2021

Neste artigo, publicado no Global Finance Journal (ainda em pre-proof), os pesquisadores Livia Carneiro, Claudia Yoshinaga e William Eid analisam o crescimento da indústria de fundos, analisando fundos indexados e ativos. Os principais resultados indicam que a competição crescente com produtos passivos não reduziu as taxas dos fundos ativos. Além disso, os fundos ativos não aumentaram a sua diferenciação dos produtos indexados com redução dos custos cobrados ou mesmo aumentando sua atividade (medida que indica o quanto o um fundo faz "apostas" diferentes do seu benchmark). O principal resultado é que fundos ativos e fundos indexados não competem diretamente, tendo clientelas distintas e são percebidos de maneira diferente por seus investidores.


Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.gfj.2021.100623


33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Relatório da Indústria de Fundos do Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGVcef) tem como objetivo ilustrar o panorama da indústria de fundos de investimento no Brasil. Para iss

O artigo contribui com as pesquisas sobre value investing no Brasil, analisando os fundos brasileiros que adotam essa filosofia. Além de identificar fatores que influenciam as decisões dos gestores de

bottom of page