The implications of passive investments for active fund management: International evidence

Atualizado: Fev 24

Neste artigo, publicado no Global Finance Journal (ainda em pre-proof), os pesquisadores Livia Carneiro, Claudia Yoshinaga e William Eid analisam o crescimento da indústria de fundos, analisando fundos indexados e ativos. Os principais resultados indicam que a competição crescente com produtos passivos não reduziu as taxas dos fundos ativos. Além disso, os fundos ativos não aumentaram a sua diferenciação dos produtos indexados com redução dos custos cobrados ou mesmo aumentando sua atividade (medida que indica o quanto o um fundo faz "apostas" diferentes do seu benchmark). O principal resultado é que fundos ativos e fundos indexados não competem diretamente, tendo clientelas distintas e são percebidos de maneira diferente por seus investidores.


Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.gfj.2021.100623


27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Relatório Indústria de Fundos 2020

O Relatório da Indústria de Fundos do Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGVcef) tem como objetivo ilustrar o panorama da indústria de fundos de investimento no Brasil. Para iss

Factors Influencing Brazilian Value Investing Portfolios

O artigo contribui com as pesquisas sobre value investing no Brasil, analisando os fundos brasileiros que adotam essa filosofia. Além de identificar fatores que influenciam as decisões dos gestores de